+55(37)9100-2301 e +55(21)96416-7412

Rua Muriaé,, 1360 Divinópolis - MG

©2019 by Portal Renascer.

 
Buscar
  • Liliam Telhado

O quanto estamos abertos a receber?

Atualizado: 12 de Ago de 2019


Estamos acessando hoje uma nova realidade, derrubando crenças e paradigmas para descobrir coisas novas, viver algo inédito. Estamos aprendendo a nos questionar mais: “Porque não posso?” “Porque não devo?”.


A medida em que acessamos esta nova consciência nos deparamos com um ponto importante em toda essa mudança: o quanto deixamos de conquistar e de alcançar por não estarmos abertos a receber.

Percebemos o quanto estamos sendo injustos com nós mesmos a partir de autojulgamentos quanto ao merecimento ou comprando pontos de vista dos outros a nosso respeito. Quanto tempo nos foi desperdiçado por falta de autoconhecimento? Mas ainda há tempo e há tempo suficiente para mudar tudo o que desejarmos de fato.


Diante disso, podemos lamentar o quanto sabotamos a nós mesmos ou nos encher de entusiasmo e gratidão pela oportunidade de fazer diferente e o primeiro grande passo é justamente se abrir para receber. Ao estabelecer qualquer objetivo, primeiramente devemos considerar a possibilidade de alcançar, e então nos perguntamos: “O que eu considero ser possível alcançar? ” “O que eu me permito receber nesta vida? ”.


Nossas crenças não nos permitem viver com plenitude e realização. Elas são todas as considerações, conceitos, julgamentos e opiniões que adquirimos de forma hereditária/sistêmica durante toda a vida e que nos atrapalham e nos impedem de SER quem realmente somos, de SABER que sabemos e que é possível expandir o conhecimento o quanto desejarmos.


Tais crenças nos bloqueiam a PERCEBER o quanto somos capazes e relacionam o conceito de RECEBER ao do merecimento. Elas sempre pregam que para se prosperar com honestidade é necessário um árduo trabalho e que nem sempre a recompensa chega.


Precisamos nos permitir desejar para alcançar. Quando não consideramos a possibilidade de ter, não nos permitimos desejar e isso é um mecanismo de defesa para evitar frustração e desapontamento.

Quais e quantos pensamentos, sentimentos e emoções nos passam quando desejamos algo? Tudo aquilo que nos tenta convencer de que algo não é possível são crenças limitantes. Elas formam os bloqueios que atuam no campo mental.


Somos seres infinitos. Quando não tomamos a gerência das nossas escolhas, estamos negligenciando o que temos de mais precioso: o VIVER.


Com a expansão de consciência no mundo atual, essa verdade veio à tona nos trazendo a oportunidade de autoconhecimento e evolução. O ganho de consciência elimina as crenças e os padrões de comportamento repetitivo, nos permitindo considerar possibilidades de soluções, de curas e de abundância que não considerávamos antes.

Tudo é dado a todos, o bem e o mal, o bom e o ruim, tudo está disponível e nós recebemos exatamente aquilo com o que nos conectamos por sintonia, através de escolhas conscientes ou inconscientes. Nós escolhemos sempre.

6 visualizações